Acusado de espancar Glamour Garcia, ex-marido se defende: 'Vou postar seu vídeo me agredindo'

SAO PAULO, SP, BRASIL 18.12.2019 Glamour Garcia (atriz). 1º Prêmio Arcanjo de Cultura, no Theatro Municipal de São Paulo. (Foto: Mathilde Missioneiro/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Após ser acusado pela ex-mulher Glamour Garcia, 31, de agressão física, Gustavo Dagnese se pronunciou neste sábado (11) em sua conta do Instagram. Em seus stories, ele publicou conversa entre os dois com ameaças por parte da atriz. 

"Você está marcado aqui em São Paulo. Já comprei o caixão. O Brasil inteiro está atrás de você", dizia Garcia nas mensagens compartilhadas na rede social.  

Ainda de acordo com a conversa, a atriz revelação de 2019 tentou se reconciliar com ele após a briga. "Tudo que eu quero é você, mais nada. Mas te perdi. Que arrependimento. Me dê essa chance, Gu, por favor", diz a mensagem. O produtor de eventos também revelou que tem um vídeo que mostra Garcia o agredindo. Nas imagens publicadas ele diz que não vai "hesitar em postar seu vídeo me agredindo para me defender".

A AGRESSÃO

Em uma série de vídeos compartilhados nos stories no sábado (11), Garcia acusou o ex-marido de espancá-la por ela ter escolhido usar vestido em vez de biquíni. Outra situação, segundo a artista, que motivou a agressão, foi ela ter arrebentado um colar de miçangas, de cunho religioso, do produtor de eventos. 

"Eu acabei de ser espancada por uma pessoa ridícula, idiota, imbecil. Não tenho medo... Ele não passa de um criminoso. Você não passa de um criminoso. Até agora eu não entendi porque eu apanhei. Eu estou pagando com a minha própria vida. Está todo mundo deletando os posts que eu fiz, mas eu vou à polícia", acusou, aos prantos, Garcia.

Glamour Garcia já fez um Boletim de Ocorrência e uma representação criminal com base na Lei Maria da Penha. Segundo informações da assessora da atriz, Beatriz Merched, o produtor de eventos está com uma ordem de restrição de 10 metros. 

Merched também contou ao F5 que o relacionamento entre o casal era abusivo já há um tempo, e agressões por parte dele eram recorrentes. "Não foi a primeira vez, ela só não largou dele porque gostava. Era um relacionamento abusivo", disse a assessora, que afirmou já ter presenciado cena de agressão envolvendo Dagnese e Garcia.