Acusado de assédio sexual, Kevin Spacey revela ser gay e causa polêmica

(Imagem: divulgação Netflix)

Na onda de acusações de assédio sexual que veio à tona em Hollywood nas últimas semanas, o nome do ator Kevin Spacey é mais um a estar envolvido em uma situação do tipo. O astro vencedor de 2 Oscars e protagonista da série ‘House of Cards’ foi citado pelo ator Anthony Rapp (de ‘Star Trek: Discovery’) por tê-lo assediado numa festa em 1986, quando este tinha 14 anos e Spacey 26.

Rapp relatou ao site Buzzfeed News que foi a uma festa no apartamento de Spacey, onde era o único menor de idade no local. Se sentindo deslocado, ele passou a maior parte do tempo assistindo TV num dos quartos. Quando todos foram embora, Spacey entrou no quarto e, aparentemente bêbado, fez um avanço sexual no garoto, deitando em cima dele por um longo período, até Rapp finalmente conseguir se desvencilhar.

Neste domingo, após algumas horas da notícia ter sido publicada, Kevin Spacey postou uma declaração oficial em seu Twitter: “Eu tenho muito respeito e admiração por Anthony Rapp como ator, e estou mais do que horrorizado de ouvir esta história. Honestamente não lembro deste encontro, que teria acontecido mais de 30 anos atrás. Mas se fiz o que ele descreve, devo as mais sinceras desculpas pelo que parece ter sido um comportamento bêbado e profundamente inapropriado, e sinto muito pelos sentimentos que ele descreve ter carregado todos estes anos”, escreveu.

Spacey também revelou abertamente pela primeira vez que é gay, dizendo: “Esta história me encorajou a falar de outras coisas sobre minha vida. Sei que existem histórias por aí sobre mim e que algumas delas foram alimentadas pelo fato que sempre protegi muito minha privacidade. Como aqueles próximos a mim sabem, em minha vida tive relacionamentos com homens e mulheres. Eu amei e tive encontros românticos com homens ao longo da vida, e escolho agora viver como um homem gay. Quero lidar com isto de forma honesta e aberta e isto começa com uma análise do meu próprio comportamento.”

Muita gente encarou a confissão de Spacey como forma de mudar o foco da notícia sobre seu assédio. O escritor Dan Savage, ativista da causa LGBT, escreveu no Twitter: “”Não à declaração de Kevin Spacey. Não. Estar bêbado ou no armário não justifica ou explica assediar uma criança de 14 anos”. Já a atriz Rose McGowan, uma das vítimas de assédio do produtor Harvey Weinstein mandou seu recado: “Querida mídia. Mantenha o foco em Antonhy Rapp. Seja a voz da vítima. Ajude-nos a equilibrar o jogo”.