Acusado de assédio, Pyong diz que exagerou na bebida

Bárbara Saryne
·2 minuto de leitura
Foto: Reprodução/Globo
Foto: Reprodução/Globo

Pyong Lee foi o eliminado do ‘BBB 20’ na noite desta terça-feira (17). O hipnólogo, indicado pelo líder Felipe Prior, enfrentou Rafa Kalimann e Babu Santana em um paredão apertado e deixou a casa mais vigiada do Brasil com 51% dos votos.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

A emissora não levou os familiares dos emparedados para o estúdio por conta da pandemia do novo coronavírus. Pyong se despediu do programa em uma conversa rápida com Tiago Leifert. Assim que deixou a casa, ele foi entrevistado por Fernanda Keulla na ‘Rede BBB’.

Leia também

O bate-papo foi leve, mas o hipnólogo não escondeu sua frustração. Após assistir um vídeo que deixou gravado antes de entrar no reality, ele falou sobre seu comportamento na festa em que tentou beijar Marcela sem o consentimento dela e passou a mão em Flayslane na pista de dança.

“O que eu jamais faria dentro do ‘BBB’ é ir contra os meus princípios e valores”, disse ele no vídeo que gravou com a produção do programa antes de entrar na casa. “Cumpriu?”, questionou Fernanda Keulla. “Cumpri, mas não sei se caberia nessa frase o que aconteceu na festa, sabe? Exagerei na bebida. A consequência da bebida foi isso. Não foi 100%”, justificou o youtuber.

A apresentadora não voltou a tocar no assunto. Acusado de assédio, Pyong acredita que só foi eliminado porque pediu para ir ao paredão para enfrentar Babu Santana. Ele continua acreditando no potencial do grupo que formou na casa, mas pontou que Daniel prejudica o jogo de Marcela.

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.