Abusada por 17 anos pelos tios, americana conta como conseguiu escapar desse pesadelo

Jovem é abusada pelos tios por 17 anos – Reprodução/People

Quando tinha penas 8 anos, a americana Abby Alvarado foi levada da casa da mãe pelo serviço de proteção a criança do Texas. Ela e seus dois irmãos foram levados para a casa dos tios no Havaí, na esperança de terem uma infância melhor.

Receba novidades sobre o mundo dos famosos (e muito mais) no seu Whatsapp

Apesar de triste por ficar longe da mãe, Abby pensou que a mudança poderia ser uma aventura, mas acabou se tornando seu pior pesadelo. O tio, Eusebio Castillo, é sargento do exército e sua mulher, Laura, educadora. Ambos abusaram da menina durante 17 anos de sua vida.

Leia mais: Após assistir palestra sobre violência sexual, criança de 11 anos denuncia padrasto por estupro

Abby conta que sofreu abusos físicos e sexuais durante todo o período que morou com Eusebio e Laura, se livrando da situação apenas quando tinha 25 anos. A parte mais chocante da história é que ela foi forçada a ter filhos com o tio aos 15 anos de idade.

“Eles estavam na cama e me disseram para sentar com eles. Nós vamos ter uma conversa, você vai fazer isso e ponto final”, contou Abby à People. Sua primeira filha nasceu em 2005, quando estava com 17 anos. Três anos depois, ela teve sua segunda filha e em 2011, um menino.

A jovem finalmente encontrou coragem para fugir em 2013, quando conheceu seu futuro marido, Rudy. “Ele veio na igreja um dia e alguma coisa me disse que ele seria a pessoa que iria me ajudar”. Com a ajuda de Rudy, ela e os três filhos saíram da casa dos tios e ela abriu queixa contra eles na polícia em julho de 2014.

Jovem é abusada pelos tios por 17 anos – Reprodução/People

“Eu sabia que eu ia crescer e ele [o tio] iria querer alguém mais jovem. Eu tenho duas meninas e pensei: ‘elas serão as próximas’. Fiz isso pelos meus filhos porque eles são o meu mundo”.

Em 2018, a tia, Laura, se declarou culpada de três acusações de agressão sexual e foi condenada a 33 anos de prisão. Já Eusebio recebeu 5 sentenças de prisão perpétua após se declarar culpado. “Essas pessoas são cruéis. Não existem muitas coisas que nos chocam, mas isso definitivamente esta acima do nível de depravação que você espera que ninguém seja exposto”, disse o advogado Nicholas LaHood.

Leia mais: As denúncias de assédio e abuso sexual que abalaram Hollywood em 2017

Agora, Abby finalmente reconstruiu sua vida e está, aos poucos, conseguindo superar seus traumas. “Agora consigo dormir. É muito bom saber que não preciso sentir medo de novo e saber que ele não vai voltar. Não quero que as pessoas sintam pena de mim, estou me abrindo para que mulheres e outras pessoas ouçam minha história e aprendam com ela”.