Aaron Carter foi pivô de rivalidade entre divas mirim Hilary Duff e Lindsay Lohan nos anos 2000

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O mundo das famosas adolescentes nos anos 2000 estava longe de ser um mar de rosas. Traições de jovens pombinhos e consequentes trocas de farpas entre as vítimas de corações partidos estavam na ordem do dia --e Aaron Carter, 34, cantor morto neste sábado (5), protagonizou uma das disputas mais famosas entre divas mirins da virada do milênio.

O caçula do Backstreet Boy Nick Carter namorou a atriz e cantora Hilary Duff desde os 13 anos, segundo a revista UsWeekly. Enquanto ela vivia a adolescente Lizzie McGuire na série homônima da Nickelodeon, de 2001 a 2004, eles foram um casal, com idas e vindas. Carter fez uma aparição especial em um episódio da série.

O namoro acabou quando, segundo o cantor, ele se entediou. "Eu estava namorando com a Hilary por um ano e meio e fiquei um pouco entediado, então comecei a conhecer a Lindsay [Lohan] e a namorar com ela", disse ele à rede televisiva CNBC, em 2005.

A relação de Carter com Lohan começou enquanto ele estava com Duff, mas não durou mais do que alguns meses, mas a rusga entre as divas perdurou e se tornou uma das rivalidades mais marcantes dos anos 2000.

As atrizes viviam aparecendo em tapetes vermelhos de filme uma da outra, sem serem diretamente convidadas. Em 2003, Duff apareceu como acompanhante de Chad Michael Murray, par romântico de Lindsay Lohan em "Sexta-feira Muito Louca" na estreia do filme.

Em troca, Lohan apareceu no tapete vermelho de "Doze É Demais", protagonizado por Duff. Na época, veículos de fofoca relataram que Duff teria pedido a expulsão de Lohan da festa pós-estreia.

Mais alguns anos de rivalidade sucederam, com colegas de elenco, caso de Murray, par de Duff em "A Nova Cinderella", e namorados, caso do vocalista da banda Good Charlotte, par de Duff, sendo arrastados para o caso.

Lohan chegou a fazer piada com Duff durante entrevista no programa Saturday Night Live, em 2004, ao que a rival respondeu com a frase: "Não vou falar mal dela como ela faz comigo toda hora".

Com o tempo, a tensão diminuiu e elas acenaram bandeiras brancas. A paz foi selada em 2007, com a presença de Lohan no lançamento do disco "Dignity", de Duff.