A volta do Orkut? Rede social volta a virar assunto na internet em resposta ao "Twitter Premium"

Rafael Monteiro
·3 minuto de leitura
"Queria sorvete, mas era feijão": uma comunidade clássica do Orkut (reprodução)
"Queria sorvete, mas era feijão": uma comunidade clássica do Orkut (reprodução)

O Orkut voltou a virar assunto na internet. O nome da rede social, extremamente popular no Brasil no início deste século, foi usado como uma espécie de escudo contra uma notícia bastante desanimadora: o Twitter estuda começar a cobrar mensalidades dos seus usuários.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Como revelou Matt Navarra, consultor de social media, o Twitter está realizando uma enquete com usuários selecionados para descobrir quais funcionalidades eles gostariam de ter em uma conta "premium".

Leia também

Em um futuro próximo, quem topar pagar uma mensalidade no Twitter poderá publicar mensagens e vídeos mais longos; além disso, terá a permissão de editar tweets depois de publicados - um pedido antigo dos "usuários comuns".

Ainda que a rede social prometa que seguirá com contas gratuitas, os usuários do Twitter reagiram mal à notícia e ameaçaram migrar para outras redes sociais, como o Tumblr e o... Orkut.. Mas, espera, o Orkut ainda existe?

Não, o Orkut que você conheceu já era

Se você buscar por comentários sobre o Orkut no Twitter, vai ver muita gente dizendo que a rede social voltou e pode ser baixada em formato de aplicativo no Google Play ou acessada pelo site https://www.orkut.br.com/.

Porém, está não é a rede social criada por Orkut Büyükkökten.

Trata-se, na verdade, de uma rede social criada por um fã que imita o design do velho Orkut. Nada além disso. Logo ao entrar o app já emite um aviso deixando claro que não será possível recuperar comunidades e fotos de usuários antigos.

Quem topa usar o "novo Orkut" precisa ter ciência que não há garantia que os seus dados e até mesmos as suas fotos estão protegidos. Além disso, deve se contentar apenas com o visual - já que o "fator social" de um Orkut que pouca gente usa praticamente inexiste.

O Orkut foi comprado pelo Google e descontinuado pela empresa em 2014. Cabe a ela, portanto, recriar a rede social algum dia. Por enquanto, infelizmente, precisamos nos contentar com Facebook, Tiktok, Instagram e Twitter - em breve pago?

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube