A Missy Errada: comédia da Netflix é opção para quem quer desligar o cérebro

Cena de A Missy Errada (reprodução)

A Missy Errada estreou no catálogo da Netflix nesta quarta-feira (13) e já se tornou a atração mais vista do serviço de streaming. Trata-se de uma comédia pastelona, bem escrachada, ideal para quem deseja desligar o cérebro por algumas horinhas durante o isolamento social.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Contando a história de Tim Morris (David Spade), um homem que acaba se confundindo e convidando uma mulher errada para uma viagem dos sonhos, o longa pode cair nas suas graças - desde que você aprecie um besteirol típico do cinema de Hollywood. Alguns pontos talvez expliquem o sucesso da comédia.

Leia também

Produzida por Adam Sandler

Se você gosta do "Universo Cinematográfico Adam Sandler", meio caminho andado. O astro não aparece em cena, mas participou ativamente da criação e produção do longa com a sua empresa, Happy Madison. Não à toa a comédia é estrelada por David Spade, parceiro de cena de Sandler em Gente Grande e Zerando a Vida e tem participação dele, o eterno coadjuvante Rob Schneider.

Humor desbocado e vergonha alheia

"Venci na vida! Que todos os meus professores tomem no rabo!", diz a personagem de Lauren Lapkus, a "Missy errada", ao chegar no retiro do Havaí a que foi convidada por engano. Esse jeito desbocado é um dos caminhos do que o filme escolhe para fazer você rir. O outro é o que os críticos chamam de "humor físico": pelo bem da cena, Lapkus cai de um penhasco, come sabão e, no final, tudo fica bem.

Ritmo frenético

Aliás, Lauren Lapkus carrega o filme nas costas. Seguindo a personalidade de protagonista, o longa é frenético e bastante exagerado em quase todas as suas cenas. Como consequência, a comédia aparenta até ter menos tempo de duração para quem está envolvido com toda a bizarrice vista em cena.

Visual afrodisíaco

Com o público mundial impedido de viajar, A Missy Errada serve como um alívio visual para muita gente. O filme conta com cenários realmente belos do Havaí e o retiro em que os personagens se hospedam é realmente de fazer inveja. Só não deixa de ser estranho ver tantos executivos americanos cobertos de roupa na praia...

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.