"A Grande Muralha" foi acusado de embranquecer história sobre a Ásia

·2 min de leitura
Matt Damon em "A Grande Muralha" (reprodução)
Matt Damon em "A Grande Muralha" (reprodução)

A TV Globo exibe neste domingo (15) o filme "A Grande Muralha". Estrelado por Matt Damon, o longa passou longe de ser um sucesso, acumulando prejuízo milionário e sendo acusado de "embranquecer" o continente asiático.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Lançada em 2016 pela Universal, a história sobre um guerreiro britânico que se junta ao exército chinês para lutar contra uma força sobrenatural representou um prejuízo que pode ter chegado aos US$ 75 milhões ao estúdio, segundo a Hollywood Reporter.

Leia também

Grandioso, o longa custou US$ 150 milhões e faturou pouco mais de US$ 45 milhões nos Estados Unidos e no Canadá - um número considerado bastante decepcionante. Uma das possíveis razões para o fracasso talvez tenha sido a acusação de apropriação cultural contra a obra.

O filme foi acusado de "embranquecer" o continente asiático e mostrar um britânico como salvador da China. Apoiando-se no fato que a história é 100% ficíticia, Matt Damon defendeu o projeto na época do seu lançamento.

"A Grande Muralha é um ícone chinês tão importante que, ao verem meu rosto no pôster de um filme chamado, bem, “A grande muralha”, as pessoas reagiram meio assim, 'mas, peralá, quem construiu a Muralha não foram os caucasianos, foram os chineses!'", disse o ator a’O Globo.

"Vai ver foi isso que alimentou a polêmica, mas, quando as pessoas virem que é um filme de fantasia histórica, com mocinhos lutando com espadas contra monstros no deserto, a controvérsia provavelmente vai desaparecer", completou.

O longa foi dirigido pelo cineasta chinês Zhang Yimou, de "O Clã das Adagas Voadoras. Ele também foi outro a defender o projeto das críticas, afirmando que não se esqueceu da questão da representatividade.

"Quando vocês virem o filme vocês vão ver que não é assim. É um grupo de pessoas, um grupo de heróis, e, como se passa no contexto de uma história chinesa, há vários heróis chineses", afirmou o diretor à Reuters.

Ouça o Pod Assistir, o podcast de filmes e séries do Yahoo:

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube