Amora Mautner sobre 'A Dona do Pedaço': "Mais três viradas da Maria da Paz"

Amora Mautner é adiretora de núcleo de "A Dona do Pedaço" (Globo/Victor Pollak)

Amora Mautner, a diretora responsável por “A Dona do Pedaço”, conversou com o Yahoo! sobre as dores e amores de Maria da Paz.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Siga a gente!

“Agora ela começou a mudar. Ainda tem mais três viradas da Maria da Paz. Até o final são várias viradas. Já li e vai ser um fim surpreendente. Sinceramente, gosto muito da novela. O texto é bom e eu fico empolgada", elogia o texto de Walcyr Carrasco.

Leia também

A boleira é questionada em quase todos os capítulos pelos telespectadores por ser tão cega quanto às atitudes da filha e de pessoas próximas, mas para Amora a perspectiva é outra. “Ela não é nada burra. Lembra do Chico Anysio, que dizia: “Tem pai que é cego”? Tem mãe que é cega. Já vi pessoas que não enxergam as coisas a sua frente, mães que não enxergam os defeitos dos filhos. Como diria meu chefe, Silvio de Abreu: “O público sabe que ela esta sendo enganada, mas ela personagem não.” O público precisa sentir essa revolta para poder sentir a catarse da virada. Sentir a catarse quando ela for virar o jogo”, defende.

Filha ou não?

Outra grande dúvida da novela é se Josiane (Agatha Moreira) é filha biológica de Maria da Paz. “Tem que assistir até o final para saber se a Josiane é filha ou não da Maria da Paz. Só posso dizer que é um fim muito surpreendente.”

Cheia de sucesso

Amora é a diretora responsável pelo grande sucesso “Avenida Brasil”, lembra? Na última semana, a trama de Walcyr de Carrasco bateu os recordes de audiência de Avenida: 41 pontos em São Paulo, 43 no Rio e 49 em Belém. Os números são os melhores das últimas seis tramas do horário. “Sinto a mesma empolgação da época de Avenida Brasil. Tanto lá, como cá, as historias eram boas, um grupo brilhante de atores e atrizes, todo mundo participa, se envolve e aí é só alegria”, lembra.