93% do público do Rock in Rio veem sustentabilidade como fator de diferenciação entre empresas

*ARQUIVO* RIO DE JANEIRO, RJ, BRASIL, 10-09-2022: Público com roupas transparentes na cidade do Rock, durante o terceiro dia do segundo final de semana do festival Rock in Rio, no Parque Olímpido, na zona oeste do Rio de Janeiro. (Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress)
*ARQUIVO* RIO DE JANEIRO, RJ, BRASIL, 10-09-2022: Público com roupas transparentes na cidade do Rock, durante o terceiro dia do segundo final de semana do festival Rock in Rio, no Parque Olímpido, na zona oeste do Rio de Janeiro. (Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A maior parte do público do Rock in Rio, que acabou neste domingo (11) no Rio de Janeiro, vê a sustentabilidade como fator de diferenciação entre empresas. Ao todo, 93% responderam positivamente à pergunta em pesquisa Datafolha realizada no festival.

O estudo, encomendado pela Suzano, ouviu 406 pessoas com mais de 16 anos e tem margem de erro de cinco pontos percentuais para mais ou para menos. Ainda sobre sustentabilidade, 95% afirmaram admirar mais as empresas que têm ações de plantio de árvores.

Ao considerarem a evolução das empresas brasileiras, o público afirma estar vendo melhoras, com 71% afirmando que elas têm ficado mais sustentáveis contra 26% que disseram não —3% não souberam opinar. Apesar disso, essa não é uma das características com mais peso na hora de escolher um emprego.

As práticas de sustentabilidade e preocupações sociais da empresa são consideradas por 83% dos entrevistados na hora de escolherem onde trabalhar. O percentual é inferior a empresas que oferecem bons salários e plano de carreira (96%), oportunidade de crescimento (96%), empresas com liderança ética (95%) e as que dão autonomia e flexibilidade aos funcionários (92%).

Apesar disso, 56% do público afirma que, sim, avaliam se a empresa tem boas práticas de sustentabilidade ao procurar um emprego, e 66% consideram a sustentabilidade um diferencial para aceitar uma proposta de emprego.