As 9 disputas de pênaltis mais insanas da história do futebol

Fabio Utz
·4 minuto de leitura

Como não amar uma disputa por pênaltis? Pois é...a gente fala isso vendo de fora, mas para quem está envolvido emocionalmente com ela, a imprevisibilidade do momento faz gerar a mais alta tensão. Pensando nisso, o 90min recorre à história e lista as nove disputas de pênaltis mais insanas de todos os tempos. É muita emoção!

1. Santos x Portuguesa (1973)

Na final do Campeonato Paulista, o árbitro Armando Marques, simplesmente, errou a contagem e declarou o final da partida e, por consequência, o título do Peixe. Houve, inclusive, uma tentativa de fazer com que os jogadores da Lusa voltassem ao campo para retomar a disputa, mas o técnico Otto Glória se negou. Com a possibilidade de o clube do Canindé pedir, com razão, a impugnação da partida, os dois times acabaram sendo declarados como campeões estaduais.

2. Sérvia x Escócia (2020)

OK, em comparação com outros casos essa disputa não é caótica, mas por demais representativa. Acabou com a espera de 22 anos da Escócia, que volta a uma fase final de Eurocopa. Como curiosidade, Aleksandar Mitrovic, o único jogador no qual se apostaria todas as fichas para converter a cobrança, foi quem errou. A expressão do goleiro Marshall, a comemoração dos atletas e os vídeos publicados demonstram o quão importante foi esse resultado.

3. Tchecoslováquia x Alemanha Ocidental (1976)

Antonio Panenka, um jogador que jamais será esquecido. Pois, diante de nada menos que Sepp Maier, ele garantiu a conquista da Eurocopa de 1976 com um pênalti batido de cavadinha. Para dar inveja a Loco Abreu e companhia...

4. Manchester United x Chelsea (2008)

Em uma final de Champions totalmente inglesa, o capitão do Chelsea, John Terry, escorregou na hora de sua cobrança e caiu de bunda no gramado. Depois, Edwin van der Sar garantiria o 7 a 6 ao Manchester United (defendeu chute de Anelka) e, por consequência, o título.

5. Portugal x Inglaterra (2004)

Trata-se de um dos jogos mais memoráveis da história moderna da Eurocopa. Valendo vaga na semifinal, Portugal avançou com vitória por 6 a 5 nos pênaltis. O goleiro Ricardo defendeu, sem luvas, o chute de Vassel. Depois, ele mesmo bateu a cobrança decisiva e garantiu a classificação dos donos da casa.

6. Macclesfield x Forest Green (2001)

Lembra de Rickie Lambert e como ele era especialista em pênaltis?
Nem sempre foi assim. Em uma disputa que, por muitos anos, ficou conhecida como a mais longa da FA Cup, ele errou. Seu time, o
Macclesfield, até avançou, mas com sofridos 11 a 10.

7. KK Palace x FC Civics Windhoek (2005)

Não seria uma lista completa das disputas de pênaltis mais caóticas de todos os tempos se não houvesse lembrança ao recorde mundial de cobranças, que inclusive foi ao Guinness. Foram nada menos que 48 chutes em duelo válido pela Copa da Namíbia
. Houve atletas que precisaram bater três vezes...

8. Rio Ave x Milan (2020)

Valia vaga à fase de grupos da Liga Europa, e o time de Portugal, depois de 16 cobranças, esteve a um chute de eliminar o gigante italiano. Nelson Monte bateu, e a bola acertou as duas traves antes de sair. Mais adiante, uma defesa de Donnarumma garantiria a classificação do Milan.

9. Ludogorets x Steaua Bucharest (2015)

Em jogo, uma classificação inédita à Champions League. No entanto, o goleiro é expulso na prorrogação e o time não pode mais fazer substituições. Pois o zagueiro Cosmin Moti colocou as luvas e, além de acertar sua cobrança nos pênaltis, defendeu dois chutes do Steaua para entrar na história do futebol romeno.