7 práticas para não fazer com os dentes

·3 minuto de leitura
Foto: Shutterstock
Foto: Shutterstock

Os cuidados com a saúde bucal precisam ir muito além da escovação e do uso do fio dental. Na rotina, é importante se atentar às pequenas manias, aparentemente inofensivas, que podem prejudicar de forma permanente dentes, língua e gengiva. A seguir você descobre sete hábitos que precisa abandonar se deseja manter o seu sorriso sempre bonito.

Veja mais conteúdo de saúde bucal

Abrir garrafas e embalagens

Seja por preguiça ou falta do instrumento adequado, muitas pessoas têm o costume de abrir garrafas e embalagens com os dentes. Porém, ao morder esse tipo de objeto, você aumenta as chances de sofrer com fraturas em dentes, raízes, coroas, restaurações e próteses – que, em casos mais graves, podem demandar a extração dos dentes.

Morder tampa de caneta

Muito comum em casos de estresse e ansiedade, a mania de morder pontas de lápis e tampas de caneta é tão prejudicial quando abrir embalagens com os dentes. Aqui, além de colocar a estrutura e a qualidade da arcada dentária em risco, o movimento constante de mastigação e a pressão nos dentes podem criar uma sobrecarga na articulação temporomandibular (ATM), causando dores musculares e de cabeça.

Escovar os dentes com força

A higiene da boca é extremamente importante, mas ela não pode ser feita de qualquer jeito. Escovar os dentes sem atenção, com pressa ou substituindo a qualidade pela força traz uma série de problemas e desconfortos. Em longo prazo, esse hábito pode levar a sensibilidade dentária, retração gengival e irritações recorrentes em gengivas, bochechas e lábios.

Usar enxaguantes bucais com álcool

Não é recomendável apostar nos enxaguantes bucais com álcool. Além de fazer a boca arder bastante, em uso contínuo esses produtos causam grande ressecamento da mucosa oral e a inibição das glândulas salivares. O resultado tende a ser a redução da produção de saliva, fundamental para a manutenção da boca e o controle do mau hálito.

Mastigar balas e doces duros

Um docinho após as refeições é sempre muito bem-vindo, mas é preciso ter cuidado quando se trata de texturas mais duras. Morder rapaduras, balas caramelizadas e pirulitos pode trincar e até quebrar os dentes, além de prejudicar implantes e restaurações. Enquanto o contato prolongado do açúcar com o dente vai favorecer o aparecimento das cáries.

Esquecer os protetores bucais

Não usar protetores bucais na prática de esportes com bola ou contato físico direto, como futebol, basquete, vôlei e as lutas, é colocar a sua saúde bucal em risco. O acessório tem a função de dissipar o impacto de pancadas, sendo fundamental para proteger os dentes e a integridade de bochechas, línguas e articulações, além de prevenir fraturas na mandíbula.

Não ir ao dentista

Assim como a do corpo, a saúde da boca precisa estar sempre em dia. Por mais que os cuidados em casa sejam determinantes, as visitas periódicas ao dentista são fundamentais para prevenir e tratar doenças de maneira precoce. Ir ao especialista apenas em momentos de dor ou desconforto pode ser tarde demais, por isso a prevenção é fundamental para manter o sorriso sempre em dia.