6 dicas para inserir um novo gato em casa

Publieditorial
·3 minuto de leitura
Foto: Shutterstock
Na lista você confere seis dicas básicas de como inserir um novo gato à família de maneira segura e saudável para os animais. Foto: Shutterstock

Quando já se tem um gato em casa, é muito importante entender que adotar mais um vai exigir uma série de cuidados. Os felinos são animais muito territoriais, o que pode resultar em estresse e até brigas quando eles sentem que seu espaço está sendo invadido.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Na lista, abaixo, você confere seis dicas básicas de como inserir um novo gato à família de maneira segura e saudável para os animais.

Leia também

Preparação

Antes da chegada do novo gato, prepare a casa para recebê-lo. Defina um cômodo no qual ele vai ficar nos primeiros dias e providencie todos os itens básicos que um felino precisa, como caixa de areia, brinquedos, arranhador e alimento adequado à idade.

Diferença de idades

Se os bichanos estiverem em fases diferentes da vida, a adaptação pode ser menos complicada, apesar de isso não ser regra – tudo vai depender do temperamento dos dois animais. Entretanto, a tendência é a de que gatos adultos aceitem com mais facilidade a presença de filhotes. Isso porque eles se sentirão em posição de dominância ou até como um protetor, enquanto os gatinhos se adaptam com mais rapidez a novos ambientes.

Paciência

Inserir um novo gato à rotina da casa é um processo bastante imprevisível. É possível que os bichanos se gostem à primeira vista, mas também pode acontecer do encontro causar muitos rosnados e até ataques violentos. Por isso, é fundamental ter muita paciência e não forçar os pets a ficarem juntos. Estimule a aproximação, mas respeite o tempo e as necessidades de cada animal.

Apresentação

Nos primeiros dias, os gatos devem ficar separados. Solte o novo bichano no cômodo que foi preparado e permita que ele interaja com o ambiente. Dessa forma, além de conhecer sua nova casa, ele vai poder sentir o cheiro do pet que já vive ali. Essa dinâmica ainda facilita que os felinos se descubram pelo olfato através das frestas da porta, por exemplo, um do lado de dentro e o outro do lado de fora.

De pouco em pouco

Se a interação através da porta for positiva, vale começar a permitir que eles fiquem no mesmo cômodo e interajam fisicamente – mas sempre sob supervisão. É possível que o encontro seja marcado por rosnados e até uma patada aqui e alí, mas é importante não repreender um e fazer carinho no outro, por exemplo, já que isso pode aumentar a tensão entre os pets. Interfira apenas em brigas violentas, para evitar que os animais se machuquem.

Momentos prazerosos

Proporcione momentos prazerosos para os gatos quando ambos se comportarem bem. Faça brincadeiras, carinhos e até mesmo ofereça WHISKAS® Sachê, para que eles compartilhem esse momento delicioso. Fazer com que os bichanos se alimentem juntos é uma maneira efetiva de incentivar que eles relacionem a presença um do outro a uma experiência positiva. Carícias e atenção também devem ser oferecidos na mesma medida, para evitar o ciúme e a sensação de rejeição.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube