5 lições para aprender com a alegria de Marcos Mion na Globo

·2 min de leitura
Marcos Mion ensina que comemorar cada conquista é necessário (Foto: Reprodução/Instagram@marcosmion)
Marcos Mion ensina que comemorar cada conquista é necessário (Foto: Reprodução/Instagram@marcosmion)

"É um sonho realizado e não tenho vergonha. Não vou fingir costume", afirmou Marcos Mion em entrevista a Fátima Bernardes no programa "Encontro". O motivo de tamanha alegria foi a contratação como apresentador da Globo. Mion chorou, contou que dormiu de crachá, que rezou com os filhos para um dia trabalhar na emissora, entre outras manifestações.

Entusiasmo de novato? Não é o caso do apresentador, que tem 21 anos de carreira. Por isso, com a ajuda da psicóloga e psicodramatista Marina Vasconcellos, listamos as cinco lições que podemos tirar do contentamento do artista.

Leia também

Vibre com as suas conquistas

Nem todo mundo vai conseguir trabalhar na maior emissora de TV do país – faça um paralelo de qual seria a Globo da sua área –, mas todos nós temos conquistas, grandes ou pequenas, no trabalho e na vida pessoal. Não deixe de comemorá-las. Você trabalhou por elas. Celebre.

Viva intensamente

O apresentador não teve receio de parecer exagerado festejando um lugar no casting da emissora. E fez questão de reunir a mulher e os três filhos – envolvendo-os na conquista – em uma entrevista do "Fantástico".

Agradeça, agradeça

Mion batalhou para alcançar o posto de apresentador global. Mobilizou muita energia – como ele mesmo fez questão de contar –, mas, na hora que conseguiu, agradeceu na mesma intensidade. Agradeceu espiritualmente, agradeceu a família e ao apoio que recebeu na sua trajetória.

Não se preocupe com o julgamento alheio

Muita gente no lugar de Mion teria se contido para não parecer deslumbrado. No entanto, o artista celebrou a conquista e está vivendo seu início de jornada sem demonstrar preocupação com o que os outros possam pensar a seu respeito. 

"A gente não controla o que os outros vão pensar", comenta a psicóloga Marina Vasconcellos. Por isso, podar-se em função da opinião alheia não leva a lugar algum.

Vulnerabilidade não é fraqueza

O próprio apresentador falou para o "Fantástico": “Com 21 anos de carreira, extremamente bem-sucedido, você ter a vulnerabilidade de falar ‘tô muito feliz’, sabe. Isso acabou motivando as pessoas a acreditar que elas podem correr atrás do sonho delas também".

Mion expôs que, apesar de realizado, faltava alguma coisa profissionalmente. Outros em seu lugar talvez tivessem celebrado para dentro das portas de casa. Mas ele convidou os outros a participarem de seu momento especial.

"Ele transbordou humanidade. É uma delícia realizar um grande sonho assim. Ao se mostrar tão autêntico, ele provoca empatia e faz com que a gente torça por ele", finaliza Marina.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos