5 filmes subestimados de 2021

·3 minuto de leitura
Malignant e Cavaleiro Verde. Foto: Divulgação
Malignant e Cavaleiro Verde. Foto: Divulgação

Maligno

É o melhor filme de terror de 2021, talvez um dos melhores da carreira de James Wan. Depois de anos com blockbusters milionários, o diretor australiano volta para as loucuras do gênero que o fez famoso em Jogos Mortais e extrapola a maluquice de suas criaturas que conhecemos em Invocação do Mal. A diferença aqui é que ele se sente mais livre e confiante para mostrar um novo estilo de narrativa e não ter vergonha de exageros visuais ou de roteiro - bonito de se ver um diretor deste escalão se dar a liberdade de extrapolar assim.

Leia também

Tempo

M Night Shyamalan reencontrou a unanimidade do início de carreira nos últimos anos com os sucessos de A Visita, Fragmentado, as séries Servant e Wayward Pines, mas parece que a controvérsia o persegue, pois Tempo, seu novo filme, não obteve a mesma média de elogios. Para este que vos fala, porém, é dos exercícios narrativos e visuais mais interessantes da carreira de Shyamalan. Uma peça atuada com intensidade quase caricata por um elenco afinadíssimo, pautado por um roteiro tão literal e sem vergonha de seus mistérios que faz qualquer um adivinhar o final muito antes do desfecho - e tudo bem, pois desde o início a história deixa claro que o importante é aproveitar o momento sem se preocupar com o que vem depois. Sorte daqueles que conseguiram.

Godzilla vs Kong

O melhor filme pipoca de 2021 ainda é a briga desses dois monstros. A montanha-russa sem contexto e recheada de emoção que é o longa de Adam Wingard lembrou o que o cinema era capaz lá no início do ano, e se você for assistir agora perceberá que a emoção continua idêntica. Pipoca pura, dirigida com vontade de entreter e mostrar movimentos e personagens apaixonados pela destruição e soluções simples de uma história megalomaníaca e consciente. Godzilla vs Kong é sobre gigantes, sobre monstros e fantasia. Um espetáculo era o mínimo que merecíamos e o temos.

A Lenda do Cavaleiro Verde

O conto fantástico de David Lowery ainda não tem data para chegar aos cinemas e streaming brasileiros, mas é um dos mais subestimados filmes de 2021. Ainda que tenha recebido críticas positivas no exterior, dificilmente o longa terá o reconhecimento de público ou premiação que a obra merece. Num mundo afogado pelos filmes de heróis e fórmulas blockbusters repetidas, a contemplação literária e filosófica protagonizada por Dev Patel é de encher os olhos. É o Blade Runner 2049 de 2021, uma bela loucura que o cinema permite de alguns em alguns anos e que será esquecida de imediato - para anos depois ser revivida.

Anônimo

Justamente comparado por John Wick e seus asseclas, Anônimo é mais que uma cópia da ótima franquia de ação com Keanu Reeves. Primeiro pelo excelente protagonista, o talentoso Bob Odenkirk, responsável por um dos melhores personagens da TV atual, Saul Goodman. A enfadonha vida de Mansell muda quando dois ladrões invadem a sua casa - a partir daí, o espectador mergulha no descontrole e agonia de uma vida sem nenhuma cor e contida pela obrigação do cotidiano. E a raiva com que Odenkirk atua é incrível, fazendo você odiar e compreender o personagem ao mesmo tempo.

Ouça o Pod Assistir, podcast de filmes e séries do Yahoo:

*Thiago Romariz é jornalista, professor, criador de conteúdo e atualmente head de conteúdo e PR do EBANX. Omelete, The Enemy, CCXP, RP1 Comunicação, Capitare, RedeTV, ESPN Brasil e Correio Braziliense são algumas das empresas no currículo. Em 2019, foi eleito pelo LinkedIn como um dos profissionais de destaque no Brasil no prêmio Top Voice.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos