7 fatos sobre Eu Nunca..., nova febre do catálogo da Netflix

Maitreyi Ramakrishnan em cena de Eu Nunca... (reprodução/Netflix)

Eu Nunca... é um dos maiores sucessos recentes da Netflix no Brasil. Terceira atração mais vista da plataforma nesta quarta-feira (6), a série quebra esteriótipos e reforça a importância da representatividade ao mostrar uma trama adolescente com um protagonista descendente de indianos.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

A atração não tem virado febre por acaso. Com um elenco escolhido meticulosamente e ótimo texto produzido pelas mãos de Mindy Kaling (a Kelly Kapoor de The Office), o programa mostra a tão sonhada "identificação com o público" é um processo cheio de métodos e curiosidades.

Conheça alguns deles abaixo:

Leia também


Baseada em uma história real

Mindy Kaling (Photo by Rich Fury/VF20/Getty Images for Vanity Fair)

“Para todos nós, roteiristas, principalmente aqueles que eram filhos de imigrantes, tratava-se de compartilhar essas histórias de sentir como os 'outros' no círculo social'”, disse Mindy Kaling, idealizadora da série, ao New York Times. As semelhanças entre a vida dela e a de Devi Vishwakumar, protagonista da série, existem e são muitas, mas ganharam alguns retoques nos episódios. Além da questão étnica, Mindy também teve uma mãe médica (embora ela fosse obstetra, diferentemente de Naline, dermatologista). Ela morreu devido ao câncer de pâncreas - na história, Devi lida, por sua vez, com a perda do pai.

Quem é o narrador?

John McEnroe (Photo by Matthew J. Lee/The Boston Globe via Getty Images)



Por causa das memórias familiares, Kaling escolheu John McEnroe, ex-tenista profissional. para ser o narrador do programa. O americano era um ídolo dos pais dela. Polêmico e conhecido pelo hábito de quebrar raquetes em quadra, ele é considerado por muitos um dos melhores da história do seu esporte, tendo ficado 170 semanas no topo do ranking mundial da categoria durante a sua carreira.

Série mais assistida do mundo no fim de semana

De acordo com o app TV Time, Eu Nunca foi a série mais vista no mundo no último fim de semana - superando Friends, a segunda colocada. No mesmo período, a atração permaneceu sempre entre as três mais vistas da Netflix no Brasil.

Atores mais velhos

Cena de Eu Nunca..., nova febre da Netflix (reprodução)

Uma série adolescente não necessariamente precisa ter atores... adolescentes. É o caso de Eu Nunca. Darren Barnet, ator que interpreta Paxton Hall-Yoshida, por exemplo, tem 29 anos - caso semelhante de Richa Moorjani, a Kamala, com 30. A estrela Maitreyi Ramakrishnan, protagonista como Devi Vishwakumar, é realmente uma das mais jovens do elenco, com 18 anos recém-completados.

O elenco foi escolhido pelas redes sociais...

Mindy queria um elenco com muita representatividade. Além disso, a idealizadora do projeto julgava importante dar oportunidade para novos atores. Por isso, ela usou ativamente as suas redes sociais para anunciar audições da série. Uma das características mais pedidas por ela aos candidatos foi o "sotaque indiano".

...uma amiga viu o anúncio...

Maitreyi Ramakrishnan só conseguiu o papel de Devi Vishwakumar porque uma amiga, Shaharah Gaznabbi, viu um destes anúncios nas redes sociais e a alertou da oportunidade. Maitreyi enviou um vídeo seu em frente às câmeras à Netflix. Alguns dias depois, a produção do streaming pediu mais quatro gravações e fez um convite: "você pode vir para Los Angeles?", contou a atriz à Now Magazine.


... e assim nasceu uma estrela (e a sua causa)

WEST HOLLYWOOD, CALIFORNIA - FEBRUARY 25: Maitreyi Ramakrishnan attends Netflix's "I Am Not Okay With This" Photocall at The London West Hollywood on February 25, 2020 in West Hollywood, California. (Photo by Jon Kopaloff/FilmMagic)

Maitreyi Ramakrishnan nasceu no Canadá. Ela é filha de refugiados que fugiram da guerra civil do Sri Lanka no fim do século passado. No conflito que durou mais de 25 anos, o povo tâmil lutou pela criação de um estado independente após anos de repressão étnica do governo central cingalês. Maitreyi se identifica com a causa. "Meu país é o Canadá. Mas minha cultura é definitivamente tâmil”, afirmou a artista à Now Magazine, que pede um esforço para que o seu nome seja pronunciado corretamente (saiba como no vídeo abaixo). "Se você consegue pronunciar o nome de personagens de Game of Thrones, também conseguirá falar o meu", disse na mesma entrevista.

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.