1899 | Série alemã da Netflix usa tecnologia de produção mais avançada do mundo

·1 minuto de leitura

O CEO da Netflix, Reed Hastings, revelou que a companhia de streaming está usando a tecnologia de produção mais avançada do mundo em sua nova série alemã, chamada 1899. A declaração foi feita em Berlim, na inauguração da nova sede da empresa na Alemanha, Áustria e Suíça.

A nova série está sendo produzida pelo mesmo executivo e criador de Dark, Jantje Frise, que se tornou um dos maiores sucessos da plataforma. Também estão na produção Anna Winger, da série Nada Ortodoxa, Matthias Schweighöfer de Exército de Ladrões, entre outros. A tecnologia usada substitui a necessidade de uma tela verde, o famoso chroma key.

<em>Imagem: Divulgação/Netflix</em>
Imagem: Divulgação/Netflix

Reed disse que o sucesso das produções alemãs é realmente incrível. "Produzir conteúdo que os alemães prosperam e espalham ao redor do mundo é uma ótima oportunidade", conta o CEO, dizendo ainda que a criação de conteúdo em idiomas locais é algo realmente especial da Netflix.

O executivo foi questionado sobre o aumento da concorrência no mercado de streamings, e disse que está otimista em relação aos "movimentos agressivos" das outras empresas. "Não há o que podemos fazer em relação à concorrência, ela existe, o que é ótimo para os consumidores", contou. "Tudo o que podemos fazer é criar as melhores séries e filmes possíveis. Então, as pessoas podem decidir o quanto elas querem assistir", completou.

Durante o evento, a Netflix confirmou o investimento de 590 milhões de euros para produções de idioma alemão, austríaco e suíço, entre os anos de 2021 a 2023. A região já conta com 80 funcionários locais e cerca de 11 milhões de assinantes.

A série 1899 estreia somente em 2022 na Netflix, que ainda não divulgou muitos detalhes sobre a produção.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos