1 / 10

Carminha (Adriana Esteves), Avenida Brasil, 2012

Das mais recentes vilãs da televisão brasileira, Carminha nunca nos decepcionou. Além de render excelentes gifs e memes, também botou para quebrar com a família tradicional brasileira: traía o marido Tufão (Murilo Benício), deixou o filho e a afilhada em um lixão, maltratava a filha e se fingia de carola. Um papel eterno para a atriz!
Foto: Fábio Rocha/TV Globo

As 10 vilãs de novela inesquecíveis da televisão brasileira

Por Gabriela Kimura

Seja em vilania ou apenas um excelente humor e autoestima.

Parece difícil acreditar, porém, quando paramos para analisar as vilãs das novelas brasileiras, é quase impossível escolher aquelas que mais se destacaram. Grandes atrizes deram vida aos nomes mais marcantes da televisão brasileira – assim como também são as origens de muitos memes, gifs e bordões usados até hoje. Relembre as 10 vilãs inesquecíveis da TV!

Das mais recentes vilãs da televisão brasileira, Carminha nunca nos decepcionou. Além de render excelentes gifs e memes, também botou para quebrar com a família tradicional brasileira: traía o marido Tufão (Murilo Benício), deixou o filho e a afilhada em um lixão, maltratava a filha e se fingia de carola. Um papel eterno para a atriz!
Foto: Fábio Rocha/TV Globo

Para quem gosta de novelas, dificilmente se falaria em vilania sem esse nome aparecer. Aliás, tamanha é sua relação com a TV que, em “Pé na Cova” havia outra Odete Roitman – só que essa de má nada tinha. Apesar de todas suas maldades e desprezo pela pobreza, o que ficou foi a dúvida: quem matou Odete Roitman?
Foto: Bazilio Calazans/TV Globo

Difícil não criar nenhum sentimento em relação a uma mulher que mente, rouba um bebê de uma mãe na maternidade e assassina pessoas em sua fatídica escada. Entre sua inocência fingida, frases maravilhosas – a gente ama “alucicrazy”! – e muito bom humor, Nazaré divertia ao mesmo tempo em que nos fazia odiá-la.
Foto: Renato Rocha Miranda/TV Globo

A grande obra de Patrícia Pillar em “A Favorita” foi nos deixar em dúvida sobre quem era Flora: uma mulher injustiçada e afastada da filha ou uma mulher vingativa, que faria de tudo para destruir sua inimiga? Essa foi uma das poucas personagens a ter os “dois lados” em si, sem que um prevalecesse sobre o outro.
Foto: Fabrício Mota/TV Globo

Quando tem Fernanda Montenegro na TV, a gente já sabe que a novela vai ser boa. E em “Belíssima” não foi diferente: Bia Falcão era a avó rica que adora palpitar e controlar a vida dos netos. Prendeu a mãe de sua bisneta, mandou esfaqueá-la na prisão e ainda virou a própria filha contra a mãe. Não é pouco, não!
Foto: Márcio de Souza/TV Globo

A clássica “vilã que faz de tudo para ficar com seu amor” pode ser uma combinação de sucesso ou um terrível fracasso. No caso de Cristina, esse papel lhe caiu bem como uma luva: uma mulher muito bonita e disposta a qualquer coisa para ter a riqueza e o homem que sempre quis. Foi aí que descobrimos o grande talento de Flávia Alessandra!
Foto: Kiko Cabral/TV Globo

Claudia Abreu é um dos maiores nomes da televisão brasileira. Já foi mocinha e vilã, como a Laura em “Celebridade”. A vingança costuma ser um dos principais motores para que a gente possa ver qual é a de cada vilã e com Laura não foi diferente. Destruir Maria Clara era tudo o que ela queria!
Foto: João Miguel Júnior/TV Globo

Glória Pires também já teve alguns papéis marcantes como vilãs da TV, porém, vale sempre lembrar da enfermeira Nice, de “Anjo Mau”. Ambiciosa, fez de tudo para conseguir se casar com o “partidão” rico, porém, acaba se apaixonando e faz a gente amar a vilã no fim.
Foto: Divulgação/TV Globo

Joana Fomm estreava uma das maiores telenovelas brasileiras com uma personagem para lá de adorada (e odiado!): a irmã rancorosa de Tieta, religiosa, hipócrita e guardava, secretamente, em uma caixa o órgão genital do seu falecido marido. Quer dizer, acredita-se nisso, pois nunca foi revelado!
Foto: Divulgação/TV Globo

Susana Vieira é outra rainha das novelas, especialmente das vilãs: Branca Letícia era uma mulher fútil, arrogante e que adorava desprezar os outros. Assim como Nazaré, ela também tinha uma autoestima de dar inveja!
Foto: Divulgação/TV Globo