Índia constrói milhões de banheiros públicos para acabar com 'cocô a céu aberto'

Redação


A Índia construiu, nos últimos 60 meses, 110 milhões de banheiros públicos e latrinas - espécie de buraco no solo para depositar dejetos -, a fim de acabar com a defecação a céu aberto no país.

A conquista faz parte do programa Índia Limpa, cujo objetivo é resolver em cinco anos, entre 2014 e 2019, esse problema de higiene em toda a nação.

O número foi divulgado pelo primeiro-ministro Narendra Modi na última quarta-feira, 2, durante a celebração dos 150 anos do nascimento de Mahatma Gandhi, que contribuiu para melhorias na saúde pública indiana.

Aproveitando o espaço para discursar, o governante declarou no evento o fim do cocô em lugares impróprios no território, dando a entender que cumpriu a meta. No entanto, especialistas afirmam que muitos habitantes, devido ao costume, não usam os banheiros públicos instalados. Além disso, parcela da população sequer foi contemplada pela iniciativa.


Vale ressaltar que a escassez de saneamento básico na Índia já resultou em casos inusitados. Em dezembro de 2018, por exemplo, a pequena E. Hanifa Zaara, de sete anos, pediu à polícia que seu pai fosse preso após descumprir uma promessa em construir um banheiro em sua casa. Na época, o homem contou às autoridades que pediu duas vezes ao município de Ambur, no sul do país, por ajuda dentro da campanha de Modi, mas não obteve resposta.

Bollywood apoia

O projeto Índia Limpa, apoiada por grandes companhias e atores de Bollywood, levanta a conscientização sobre as doenças causadas pela defecação a céu aberto.

No último ano, um filme de Bollywood, Toilet: A Love Story (Banheiro: Uma história de amor, em tradução livre), que inspirou a campanha sanitária de Modi, transformou o assunto da higiente em uma questão importante.


O filme retrata a discussão de um jovem casal sobre ter um banheiro interno - o que muitos indianos, especialmente em determinadas áreas do país, consideram pouco higiênico.

Com informações da EFE e da Reuters