Ícone feminista, Gloria Steinem vence o Princesa das Astúrias de Comunicação

·2 minuto de leitura
A jornalista e escritora Gloria Steinem em Los Angeles, em 12 de outubro de 2019

Símbolo da luta pelos direitos das mulheres há mais de meio século, a jornalista e escritora americana Gloria Steinem foi anunciada nesta quarta-feira na Espanha como a vencedora do Prêmio Princesa das Astúrias de Comunicação e Humanidades.

"Referência icônica essencial do movimento pelos direitos da mulher, a partir dos anos 1960 o ativismo de Gloria Steinem, marcado pela independência e o rigor, tem sido o motor de uma das grandes revoluções da sociedade contemporânea", afirmou o júri, que se reuniu de maneira virtual devido à pandemia.

O júri da Fundação Princesa da Astúrias, com sede em Oviedo (norte da Espanha), escolheu a jornalista americana de 87 anos entre 36 candidaturas de 16 países.

A fundação destacou sua trajetória, na qual retratou de forma crítica as desigualdades que afetam as mulheres e as minorias em geral.

Nascida em Toledo, Ohio, em 1934 e formada no Smith College (Massachusetts), Steinem ganhou notoriedade com um artigo publicado em 1969 na New York Magazine "After Black Power, Women's Liberation" ("Depois do Poder Negro, a Liberação das Mulheres"), que a deixou à frente do movimento feminista.

Depois de colaborar com várias publicações, ela foi uma das fundadoras em 1972 da "Ms.", a primeira revista de tom feminista e totalmente dirigida por mulheres, da qual foi editora por 15 anos.

Em sua faceta de ativista, Steinem virou presença constante em fóruns ou protestas pela causa feminista, na defesa do direito ao aborto e da paridade salarial, mas também de outras reivindicações como o fim da pena de morte ou contra os maus-tratos infantis.

Figura multipremiada, como escritora publicou vários best-sellers como como "The Beach Book" (1963), "Revolution from Within: A Book of Self-Esteem" (1992) e "My Life on the Road" (2015).

Em 2019, o prefeito de Nova York, Bill de Blasio, proclamou 31 de março como o Dia de Gloria Steinem.

O prêmio Princesa das Astúrias homenageia pessoas e instituições de diversas áreas, que vão da pesquisa científica aos esportes, passando pela cooperação internacional e as ciências sociais.

O vencedor recebe 50.000 euros e uma escultura criada pelo falecido artista catalão Joan Miró.

du/dbh/mb/fp

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos