'É o Carnaval para celebrar a vida', diz Sabrina Sato, que fez maratona de desfiles

·2 min de leitura
SÃO PAULO, SP, 23.04.2022: CARNAVAL-SP -  Sabrina Sato - Desfile da escola de samba  Gaviões da Fiel, pelo Grupo Especial, realizado no Sambódromo do Anhembi, em São Paulo (SP). (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)
SÃO PAULO, SP, 23.04.2022: CARNAVAL-SP - Sabrina Sato - Desfile da escola de samba Gaviões da Fiel, pelo Grupo Especial, realizado no Sambódromo do Anhembi, em São Paulo (SP). (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)

SÃO PAULO, SP, E RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - A apresentadora Sabrina Sato, 41, foi recebida pelos fãs aos gritos de "Sabrina, eu te amo!", e respondeu: "Que saudades, esse é o Carnaval para celebrar a vida".

Rainha de bateria da Gaviões da Fiel, em São Paulo, ela saiu do hotel Holliday Inn a caminho da concentração no Sambódromo do Anhembi rodeada por seis seguranças e seguida por admiradores.

Neste sábado (23), Sabrina teve de encarar uma maratona, pois desfilava na mesma noite como rainha da bateria da Vila Isabel, no Rio de Janeiro. Ela teve três horas para se deslocar entre as capitais, e deu certo.

A artista foi para o Rio de jatinho, onde ela pegaria "um carro ou uma moto" para chegar na Sapucaí. "Depende da hora que eu chegar", contou, entre risos, antes mesmo de entrar na avenida em São Paulo.

Já no final da madrugada, na concentração para entrar na Marquês da Sapucaí, ela comemorava o sucesso de seu plano. "Eu me joguei, me entreguei e falei: 'vai dar certo'. E deu, porque quando Deus quer e quando uma mãe quer, tudo dá certo."

"Acho que todo mundo torceu e quis ir junto, quando todo mundo tem uma energia boa junto as coisas funcionam. E foi assim. Eu nem estou acreditando. Ainda não caiu a minha ficha, eu nem estou acreditando", completou ela.

Questionada sobre de onde vem sua disposição, Sabrina disse que "vem do amor". "O amor que eu sinto por essa avenida, o amor que eu sinto pela Sapucaí, pela minha Vila Isabel, pela Gaviões da Fiel, pelo Carnaval, pelas pessoas. É tipo amor de mãe. Eu não tinha como escolher uma ou outra."

Ela já completa 17 anos à frente da bateria da escola paulista e 12 com a carioca. "Vai ser uma maratona que eu nunca, na minha vida, imaginei que fosse fazer", já previa no início da noite. "Acho que vai ser a única vez também que as duas escolas que eu amo vão cair na mesma noite", afirmou.

O samba-enredo da escola Gaviões da Fiel tem o humorista Marcelo Adnet, 40, entre seus compositores. A letra tem teor político, fala em fascismo, mazelas sociais e na "cega justiça que enxerga o negro como um réu".

"Esse enredo da Gaviões é muito importante, vai ser um desfile lindo, eu vim [vestida de] gavião porque ele representa a força e a coragem, e a gente precisa disso para ver todos esses dias ruins do nosso país", apontou a apresentadora.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos