Águia de Ouro é a campeã do Carnaval de São Paulo

Dimitrius Dantas
Águia de Ouro é a campeã do Carnaval de SP; Mancha Verde fica em segundo lugar (Foto: Nelson Almeida/AFP via Getty Images)

SÃO PAULO - A escola Águia de Ouro foi a campeã este ano do grupo especial do Carnaval de São Paulo. Há 44 anos a agremiação espera pelo título, que veio agora pela primeira vez.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus emails em um só lugar

E nos siga no Google News: Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

Durante a maior parte da apuração a Águia permaneceu em segundo lugar e assumiu a liderança apenas no julgamento do penúltimo quesito. Ela levou para o Sambódromo do Anhembi a evolução do conhecimento humano, num passeio desde a idade da pedra até a geração dos robôs.

Leia também

—Tenho que agradecer demais a bateria da Águia. Dois dias antes do desfile não tínhamos todas as fantasias. Terminamos a última indo para a avenida — contou o mestre da bateria da escola, Juca.

A Águia somou 259,9 pontos e venceu por uma diferença de apenas um décimo do segundo colocado. O presidente da escola, Jurandir Leonardo, destacou a relevância da conquista.

— Eu tô nessa escola nesses 44 anos. Entrei com 9 anos e passei em todos os setores até chegar na diretoria. Esse é um momento histórico para nós — disse.

Um dos destaques da Águia de Ouro foi um carro alegórico lembrando a bomba atômica de Hiroshima. Integrantes da comunidade japonesa também participaram do desfile.

Águia de Ouro leva título inédito no Carnaval 2020 (Foto: Nelson Almeida/AFP via Getty Images)

Em dois dias de desfile pelo Sambódromo do Anhembi, na zona norte da capital, 14 escolas entraram na avenida. Os enredos foram da revolução tecnológica à resistência negra.

No primeiro dia, desfilou a Tom Maior, que homenageou a ex-vereadora carioca Marielle Franco, assassinada em 2018. A escola levou para a avenida um enredo sobre personalidades negras.

Na noite seguinte, a Rosas de Ouro fechou o carnaval falando de inovações tecnológicas e abusou da interatividade, com imagens nos carros que poderiam ser filmadas por um aplicativo e interagia com o público no celular. Na frente da bateria, um robô também fez as vezes de destaque.

Um ano depois de decepcionar com o oitavo lugar, a Mocidade Alegre deixou a passarela no último dia de desfile como favorita. A Mocidade falou sobre o poder feminino e levantou arquibancada com o samba-enredo e alegorias luxuosas.

A Liga das Escolas de Samba de São Paulo apostou este ano na ousadia das baterias. As escolas só conseguiriam nota 10 se apresentassem alguma performance diferente no sambódromo. Além disso, a paradinha (quando os integrantes da ala param de tocar os instrumentos por algum segundo) e outros efeitos passaram a ser obrigatórios.

Mais um ano a apuração do carnaval de São Paulo não teve a presença de torcida. Desde o episódio em que um representante de uma escola rasgou fichas dos jurados em 2012 durante a apuração, a divulgação das notas passou a ter a presença apenas para a diretoria das agremiações.

Confira mais fotos do desfile da Águia de Ouro:

Águia de Ouro desfila no Sambódromo do Anhembi (Foto: Leo Franco/AgNews)
Porta-bandeira da Águia de Ouro (Foto: Leo Franco/AgNews)
Tati Minerato é musa da Águia de Ouro (Foto: Leo Franco/AgNews)