• Rodrigo Santoro: os principais filmes internacionais do ator
    Vida e Estilo
    Redação Vida e Estilo

    Rodrigo Santoro: os principais filmes internacionais do ator

    Rodrigo Santoro é a estrela de ‘O Tradutor’, filme cubano que foi pré-indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro.

  • Tino Marcos perderá alto salário, mas seguirá na Globo como freelancer
    Vida e Estilo
    Folhapress

    Tino Marcos perderá alto salário, mas seguirá na Globo como freelancer

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Em julho, o repórter Tino Marcos, 57, anunciou que se afastaria de suas funções na Globo. Alegando cansaço, o jornalista ficará seis meses longe da TV, pelos quais não receberá remuneração, retornando à emissora em janeiro. Quanto a isso nada mudou, porém seu contrato de trabalho foi modificado: ele passará a ser um freelancer com algumas regalias.  Segundo o colunista Léo Dias, do UOL, Tino passará a receber pelos trabalhos que fizer e não entrará na escala de plantão e sequer prestará expediente na redação. Antes da mudança, o jornalista trabalhava no esquema CLT e, especula-se, ganhava entre R$ 130 mil e R$ 150 mil mensais. Ele continuará recebendo alguns benefícios, como plano de saúde, por exemplo.  A medida teria atingido outros repórteres na mesma situação, que ganham acima de R$ 100 mil ao mês, como é o caso de Marcos Uchôa, 61. Ele cobriu eventos importantes, como a guerra do Iraque, a Copa do Mundo de 2002 e a viagem do astronauta brasileiro Marcos Pontes. Já Tino cobriu sete Copas do Mundo.

  • Padre Marcelo Rossi deve receber mais de R$ 50 mil de autora que o acusou de plágio
    Vida e Estilo
    Folhapress

    Padre Marcelo Rossi deve receber mais de R$ 50 mil de autora que o acusou de plágio

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Em abril deste ano, a venda do livro "Ágape" (2010), do padre Marcelo Rossi, 51, teve a sua publicação, distribuição e venda suspensa a pedido do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. A decisão era em favor da autora Izaura Garcia de Carvalho Mendes, que dizia ter sido vítima de plágio. No mês seguinte, no entanto, ela foi presa junto de suas duas advogadas por suspeita de fraude pelo caso. Mendes acionou a Justiça afirmando que o trecho "Perguntas e Respostas - Felicidade! Qual É?", do livro de Marcelo Rossi, era de autoria dela e que havia sido publicado em seu livro, "Nunca Deixe de Sonhar", de 2002. Em "Ágape", a autoria do trecho era atribuída a madre Teresa de Calcutá. Após a prisão da escritora, o mesmo tribunal acatou um novo recurso para que o padre e a editora Globo recebam os valores perdidos com a falta de distribuição do livro e, ainda, que sejam indenizados por danos morais no valor de R$ 50 mil. Assim que Mendes acusou o padre de plágio, a polícia iniciou uma investigação e concluiu que o registro apresentado pela escritora era falso. "Nós não precisamos de um exame muito aprofundado para identificar que ele foge muito do padrão adotado pela Biblioteca Nacional", afirmou Igor Calaça Martins, coordenador do Escritório de Direitos Autorais da biblioteca ao "Fantástico" (TV Globo). Diante da constatação, a polícia prendeu Mendes e suas duas advogadas por formação de quadrilha, denunciação caluniosa, estelionato e uso de documento falso. As três estão respondendo ao crime em liberdade.  A escritora ainda foi condenada a devolver mais de R$ 150 mil pelas perdas sofridas.

  • Ruy Ohtake é eleito para a Academia Paulista de Letras
    Vida e Estilo
    Folhapress

    Ruy Ohtake é eleito para a Academia Paulista de Letras

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O arquiteto Ruy Ohtake foi eleito na noite desta segunda-feira (11) o mais novo integrante da Academia Paulista de Letras. Ele ocupa a cadeira de número 39, que pertencia ao também arquiteto Benedito Lima de Toledo, morto em julho deste ano. Ohtake foi escolhido quase com unanimidade --recebeu 35 votos entre os 37 votantes. Nas palavras de José Renato Nalini, presidente da APL, a escolha foi uma "consagração". Aos 81 anos, o arquiteto filho da artista Tomie Ohtake desenvolveu sua obra a partir a escola paulista de Vilanova Artigas e Paulo Mendes da Rocha. São assinadas por Ohatke de casas a parques conhecidos de São Paulo, passando por prédios comerciais cheios de cores e espelhos que se destacam no horizonte paulista --caso do hotel Renaissance, do hotel Unique e do Instituto Tomie Ohtake, por exemplo. O arquiteto é o segundo nome eleito para a instituição em menos de um mês. No fim de outubro, Maria Adelaide Amaral foi escolhida para ocupar a cadeira 35. Escritora e nome por trás de produções televisivas como "Os Maias" e "A Casa das Sete Mulheres", ela foi eleita para o lugar de Paulo Bomfim, chamado de "príncipe dos poetas".

  • Novembro Azul: por que o exame de toque é fundamental para a saúde dos homens?
    Vida e Estilo
    Originais do Yahoo

    Novembro Azul: por que o exame de toque é fundamental para a saúde dos homens?

    Um a cada seis homens terá câncer de próstata depois dos 55 anos. Dr. Conrado Alvarenga explica como um simples exame, que é cercado por medos e preconceitos, pode salvar vidas.

  • Hariany causa punição ao se distrair durante tarefa em 'A Fazenda 11'
    Vida e Estilo
    Folhapress

    Hariany causa punição ao se distrair durante tarefa em 'A Fazenda 11'

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Os peões da 11ª edição de "A Fazenda" (TV Record) terão que encarar mais uma punição: ficarão sem água encanada por 24 horas e sem ovos até a próxima reposição. O castigo aconteceu após uma distração de Hariany, 21. Enquanto fazia suas tarefas, a modelo esqueceu de desligar a mangueira, o que fez com que o lago transbordasse. Essa é a primeira vez que os peões são punidos devido a uma falha de Hariany, que lamentou o ocorrido. "Todo dia eu ficava ao lado, esperando encher. Uma escapadinha que dei hoje... Só porque eu estava me achando por nunca ter recebido uma punição." Os colegas de confinamento amenizaram o ocorrido. Thayse lembrou que, em outra situação, os peões ficaram 48 horas sem água e, também, que havia ovos disponíveis na dispensa. Sabrina também minimizou o ocorrido dizendo a Hariany, chateada por ter causado as restrições, que a punição é algo fora de controle. Na segunda-feira (11), Guilherme Leão, Diego Grossi e Lucas Viana foram indicados à Roça. Um deles terá a chance de se livrar da berlinda e sair como o novo Fazendeiro, ao vencer a prova que acontecerá na noite desta terça (12).

  • Japonesa enreda 4.000 folhas de papel em teia suspensa no CCBB
    Vida e Estilo
    Folhapress

    Japonesa enreda 4.000 folhas de papel em teia suspensa no CCBB

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Há quatro anos, a japonesa Chiharu Shiota convocou os paulistanos a escreverem cartas de agradecimento. As respostas vieram a bordo de diversas mídias --papel, email, redes sociais, ao vivo. E somaram exatas 3.713 mensagens, enredadas em mais de 350 quilômetros de lã negra numa sala do Sesc Pinheiros. Desta vez, ambos os papéis e a lã são brancos, numa teia de aranha que, com 13 metros de altura, escala quatro andares do Centro Cultural Banco do Brasil. "Não se pode escrever tudo", diz a artista. "Ao deixar os papéis em branco, as ideias flutuam no ar." A instalação, que abre ao público agora, foi construída ao longo de 11 dias. Nove pessoas teciam a trama durante a montagem, seus braços movimentando-se numa coreografia ágil. Quando uma camada era concluída, um sistema de roldanas a erguia através dos andares, e mais pessoas prendiam a urdidura aos corrimãos que circulam a rotunda do prédio. A quantidade de indivíduos envolvidas na produção da obra não é incomum na prática de Shiota, conhecida pelas instalações monumentais. Ela conta que os brasileiros a fazem se sentir em casa. "Moro na Alemanha há 20 anos e sou fluente em alemão, mas lá só se dirigem a mim em inglês. O Brasil é o único país  além do Japão em que os outros falam comigo na  sua língua materna." Apelidada de "mulher-aranha" pelo jornal britânico The Guardian, ela estourou na 56ª Bienal de Veneza com um trabalho em que 180 mil chaves pendiam de uma nuvem vermelha sobre dois barcos --apesar de não estar presente agora, um registro do trabalho abre um dos cinco núcleos desta retrospectiva no CCBB, chamada de "Linhas da Vida". Então, muito se falou de como as embarcações faziam referência à crise migratória. Naquele ano de 2015, o número de refugiados buscando asilo no continente europeu foi de quase 1,3 milhões, um recorde segundo o Pew Research Center. Mas a curadora Tereza de Arruda, que trabalha com a japonesa há uma década, afirma que política não pauta o trabalho de Shiota. "Se um artista usa barcos, vão dizer que aborda questões migratórias. Se usa vestidos, será chamada de feminista. Mas ela cria pelo impulso. Não quer ser partidária, e sim autobiográfica", afirma Arruda. Os barcos voltam numa obra inédita, que ocupa o antigo cofre do CCBB. Desta vez, no entanto, eles mesmos se transfiguram em teias, tiras largas de feltro negro amarradas em estruturas metálicas que flutuam no breu. A japonesa despe as esculturas de qualquer especificidade para transformá-los em símbolos, como já fez com camas, cadeiras, vestidos, sapatos. Muitos deles foram encontrados na rua ou doados por estranhos para as instalações. Shiota explica que essa coleta é uma maneira de se conectar com as pessoas. "Os objetos guardam memórias. Posso não conhecer quem esteve em contato com eles, mas sinto que conheço esses indivíduos ao tocar seus pertences." Também as linhas evocam esse desejo de conexão, sejam elas de algodão, como nas instalações ou nos desenhos em que liga vultos negros uns aos outros, ou rabiscadas sobre papel com lápis ou giz de cera, formando redemoinhos e padrões que lembram células. "Se você vive nesse planeta, está ligado a algo, a alguém. Mas essas conexões costumam ser invisíveis. Eu as torno visíveis", diz Shiota, que ainda apresenta uma instalação em que interliga três vestidos vermelhos na Japan House. Questionada sobre quando começou a empregar os fios nas suas criações, Shiota conta que, quando estudante, pintava com tinta à óleo, mas sentia que alguém já tinha feito aquilo antes. "Queria usar meus próprios materiais. Quando teço os trabalhos, é isso que acontece". Mas diz que jamais chegou a largar a pintura. "Meus olhos ainda pintam, mas no espaço." Outro elemento constante no trabalho da japonesa é a memória. Enquanto os objetos coletados são uma maneira de acessar o inconsciente alheio, suas teias de lã parecem congelá-los no tempo. A ironia é que, no caso dessas instalações monumentais, a memória também é sua forma de sobrevivência. Ao término das duas mostras, em fevereiro do ano que vem, afirma Arruda, os 800 novelos de lã e 4.000 folhas de papel que formam a instalação monumental serão jogados fora. LINHAS DA VIDA Quando: Quarta à segunda, 9h às 21h. Abertura quarta (13). Até 27/1 Onde: CCBB, r. Álvares Penteado, 112. Preço: Grátis LINHA INTERNA Quando: Terça à sábado, de 10h às 20h. Domingos e feriados, de 10h às 18h. Até 2/2. Abertura quarta (13) Onde: Japan House, av. Paulista, 52 Preço: Grátis

  • Top Gun: quem está dentro e quem está fora do novo filme
    Vida e Estilo
    Redação Vida e Estilo

    Top Gun: quem está dentro e quem está fora do novo filme

    Tom Cruise e Val Kilmer estarão em ‘Top Gun: Maverick’. A atriz Kelly McGilles nem foi convidada para o filme que será lançado em 2020

  • 8 looks de verão das famosas para você se inspirar
    Vida e Estilo
    Originais do Yahoo

    8 looks de verão das famosas para você se inspirar

    Seu guarda-roupa já está pronto para o verão? O Yahoo selecionou alguns looks das celebridades que podem te inspirar para a temporada de calor e praia. Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente! Tem tipos para todos os gostos! Veja também • Sem querer, Anitta acaba revelando possível novo affair. Conheça o rapaz! • Perrengue chique: Thassia Naves faz ‘triste desabafo’ sobre passaporte • Grazi Massafera e Caio Castro publicam fotos semelhantes e misteriosas

  • Mônica Sangalo sugere que o irmão morreu de mágoa e afirma que ele não roubou Ivete Sangalo
    Vida e Estilo
    Originais do Yahoo

    Mônica Sangalo sugere que o irmão morreu de mágoa e afirma que ele não roubou Ivete Sangalo

    Mônica Sangalo fez um desabafo em suas redes sociais poucos dias depois da morte de seu irmão, Jesus Sangalo. Em um longo texto, ela sugere que ele tenha morrido de mágoa e defende Jesus das acusações de que ele teria roubado a irmã Ivete Sangalo. "Há várias formas de morrer. Algumas suaves, outras nem tanto. Pode-se morrer de mágoa, que se disfarça em doenças de mil nomes. Por causa da tristeza a pessoa vai perdendo a vontade, vai cultivando a esperança vã de um dia, quem sabe, aquela dor passe, mas nunca passa. Há quem não aguente, há quem jamais esqueça. Pode-se morrer aos pouquinhos, primeiro o brilho nos olhos, depois o sorriso, depois o coração, o olhar desiste, a voz se afasta, o corpo cansa, a mágoa agora, senhora de tudo, vence uma guerra de favas contadas", desabafou.   Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente! Jesus trabalhou por anos na antiga produtora de Ivete Sangalo, a Caco de Telha. Ele foi afastado após ter sido acusado de desviar dinheiro. "Jesus foi acusado de ser ladrão. Que lástima. Julgado e condenado pela crueldade parcial da impressa, crucificado moralmente sem que ninguém saísse em sua defesa, nunca uma acusação foi tão vazia. Todo o seu trabalho foi passado por auditoria. Tudo foi posto em pratos limpos. Mas essa verdade jamais interessou, verdades não vendem jornais. Talvez houvesse um Barrabás em meio a essa história torpe, lamentável e covarde. Não sei. Tudo o que sei é que Jesus não tinha em seu DNA a semente da desonestidade, do mau-caratismo e da covardia", disse.   "Quem ergue um império como o que ele ergueu, com talento, alegria, lucidez, perseverança, criatividade, alguma brabeza, errando e acertando, aprendendo e ensinando, pelo puro prazer de realizar, não precisa tirar nada de ninguém. Basta apenas receber os aplausos merecidos. E eu o aplaudirei enquanto viver”, encerrou. Veja também • Sem querer, Anitta acaba revelando possível novo affair. Conheça o rapaz! • Perrengue chique: Thassia Naves faz ‘triste desabafo’ sobre passaporte • Grazi Massafera e Caio Castro publicam fotos semelhantes e misteriosas

  • Giovanna Ewbank mostra seu closet com coleção enorme de biquínis
    Vida e Estilo
    Originais do Yahoo

    Giovanna Ewbank mostra seu closet com coleção enorme de biquínis

    A atriz Giovanna Ewbank abriu as portas do seu closet e compartilhou com seus fãs sua coleção de roupas, sapatos, acessórios e biquínis - muitos biquínis e maiôs. "Como vocês sabem, eu gosto muito de praia, uso muitos biquínis, muitos maiôs e tenho muitos deles. E tenho um apego. Tenho umas caixas aqui em cima com biquínis e maiôs que já usei muito. Então, tudo que não to usando tanto coloco na parte de cima. E aqui são as caixas de biquíni que eu uso ultimamente. São seis caixas de biquínis", explicou ela. Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente! Gio e o marido, Bruno Gagliasso, se mudaram neste ano com os filhos, Bless, de 4 anos, e Titi, de 6, para uma nova casa no Rio de Janeiro. Eles também compraram um apartamento em São Paulo. Veja também • Sem querer, Anitta acaba revelando possível novo affair. Conheça o rapaz! • Perrengue chique: Thassia Naves faz ‘triste desabafo’ sobre passaporte • Grazi Massafera e Caio Castro publicam fotos semelhantes e misteriosas

  • 'Me remete ao patriarcado', diz Rafa Brites sobre não ser levada ao altar pelo pai
    Vida e Estilo
    Folhapress

    'Me remete ao patriarcado', diz Rafa Brites sobre não ser levada ao altar pelo pai

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Rafa Brites, 33, deu uma explicação sobre o seu casamento com o jornalista Felipe Andreoli, 39, nas redes sociais nesta terça-feira (12). A apresentadora explicou o motivo de não ter entrado com o seu pai no altar na cerimônia que aconteceu em 2011. A questão surgiu após Brites comemorar o aniversário de oito anos de casamento com o marido, e pai do seu filho Rocco, 2. "Postei algumas fotos do meu álbum e recebi muitas directs perguntando se eu estava brigada com o meu pai no casamento, porque eu entrei sozinha na cerimônia", iniciou o discurso em vídeo. Brites disse que não estava brigada com o pai, e sim que escolheu quebrar o "protocolo tradicional" por conta do significado por trás do ato. "Para mim aquela simbologia de um homem entregar a filha para outro homem me remete ao patriarcado." A apresentadora relembrou o motivo inicial das mulheres serem acompanhadas pelos pais, figuras masculinas, até o altar. "Antigamente os casamentos eram arranjados e as mulheres eram muito jovens, as famílias que escolhiam a união", afirmou Brites, que também deixou claro sua posição de não julgar quem decide seguir os métodos tradicionais. "Acho lindo quem faz, nada contra, eu até choro nessas cerimônias. Mas a minha decisão foi diferente." Rafa Brites brincou ao dizer que estava dando uma "pitadinha de feminismo" para os seus seguidores. "Eu tomei essa decisão de ir sozinha. Demonstrar através desse símbolo, que é uma escolha minha. Que eu não estaria sendo entregue para ninguém, que eu estava emancipada com aquela decisão de ter o parceiro, e não necessariamente estar sob a tutela de alguém." Em março deste ano, a apresentadora afirmou ter se arrependido por ter sido capa da revista Boa Forma logo após o nascimento de Rocco. Na publicação, ela posava de biquíni, com uma barriga chapada à mostra e segurando o filho no colo. Apesar da capa da revista informar que Rafa havia engordado 25 kg na gravidez, a foto mostra a apresentadora magra, com abdômen trincado e sem marcas da gestação. "Há dois anos, quando eu fiz [a capa], juro do fundo do meu coração: achava que essa imagem incentivaria as recém-mamães. Que engano o meu. Me desculpem. Essa imagem gera uma frustração. Gera uma comparação", escreveu em sua rede social.